...

05/07/2010

O Min. Profético no Antigo Testamento


Leitura Bíblica em Classe
Números 11.24-29
O MINISTÉRIO PROFÉTICO EM O ANTIGO TESTAMENTO
Vamos iniciar um novo trimestre em Lições Bíblicas. O tema desse trimestre é “O Ministério Profético na Bíblia, A voz de Deus na Terra”. O objetivo principal desse tema é percorrer toda a Bíblia a fim de descortinar os desdobramentos e implicações do ministério profético nela.
Professor, é urgente que a Igreja esteja pronta a conhecer, compreender e discernir quem, de fato, é verdadeiro profeta.
A abordagem de alguns temas é inédita. Por exemplo:
Veremos como os profetas lidavam com questões de cunho social e político no
exercício de seus ministérios e o que isso tem a ver com a igreja;
A presença do misticismo em um confronto direto com a verdadeira profecia;
A diferença entre dom ministerial de profeta e o dom de profecia (Ef 4.11);
Qual é a missão profética da Igreja?
São temas que edificarão a sua vida a de seus alunos.
O profeta e o seu ministério
O termo profeta é derivado do grego prophetes, “aquele que fala sobre aquilo que está porvir, um proclamador ou anunciador da revelação divina. Esse termo refere-se àquele que age como porta-voz de um superior. Pode, também, ser utilizado como sinônimo de “vidente” ou “pessoa inspirada” (Os 9.7; 1 Sm 9.9). O termo hebraico para profeta é nabi’ cujo o significado etimológico mostra uma força de autoridade representativa . Em Deuteronômio 1.18b Deus afirma que o profeta [nabi’] declarará tudo que Ele ordenar. Em Êxodo 7.1 nabi’[profeta] tem o mesmo valor semântico de representação de autoridade(ou seja, como e o próprio Deus estivesse presene anunciando a mensagem). Em outras passagens como Êxodo 4.15,16; Jeremias 1.17a; 15.19; a palavra nabi’ [profeta] aparece no contexto de um mensageiro que fala em nome de um superior.
O ministério de profeta tem seu início em Moisés com a manisfestação clara do exercício profético no arraial israelita (Nm 11.25,26). A concepção da instituição divina de ministério profético é ratificada em Deuteronômio 18.9-22, onde a contraposição entre profeta e prognosticadores (encantadores, mágico, etc.) é feita com a promessa do surgimento do grande profeta em Israel (vv. 15-22): Jesus Cristo (At 7.37,38).
No período monárquico, em Israel, aparecia a primeira escola de profetas
(1 Sm10.5,10).
Isso introduz o papel importante que o profeta exerceria no período monárquico. Ele seria consultado pelos os reis como representantes de Deus para com o povo. Este profeta falaria ao rei através dos oráculos. Esse período para os profetas, em Israel, é marcado por respeito e reverência por parte da nobreza e do povo (1 Sm 16.4,5).
No período da monarquia dividida, surge o então conhecido movimento de profetas em
Israel que tecnicamente, em Teologia, é chamado de Profetismo. Esse movimento tinha
o objetivo de restaurar o monoteísmo hebreu. Os profetas desse período combatiam a
idolatria, denunciavam as injustiças sociais, proclamavam o Dia do Senhor com o objetivo de reacender a esperança messiânica no povo. Esse movimento iniciou em Amós encerrando,cronologicamente com Malaquias. Esse período, diferentemente do anterior, caracterizado pelo sofrimento e marginalização que os profetas eram condicionados a passar. De homens dignos de reverência passaram, os profetas, a homens “dignos” de tratamentos mais baixos possíveis.
Isso porque a mensagem de tais profetas ia de encontro aos interesses escusos das lideranças religiosas e políticas de Israel e Judá (Hb 11.36-38).

Em um sentido, os primeiros profetas foram os patriarcas.
Gn20.7 - Agora, pois, restitui a mulher ao seu marido, porque profeta é, e rogará por ti, para que vivas; porém se não lha restituíres, sabe que certamente morrerás, tu e tudo o que é teu.
No sentido restrito é em Samuel que começa o ministério profético.
At 3.24 - Sim, e todos os profetas, desde Samuel, todos quantos depois falaram,também predisseram estes dias.
NOTA:
No tempo de Samuel já se vê o principio de melhor sistema.
Ele reunia em comunidades aqueles que parecia terem dons especiais da profecia, disciplinando-os, ensinando-lhes a música, e, segundo parece, ministrando-lhes conhecimentos da história e religião, para que pudessem estar nas melhores condições de receber as palavras de Deus (1 Sm 10.10 a 13; 19.18 a 20). A respeito da música pode-se compreender que era para aquietar a alma, e prepará-la para as comunicações com Deus (1 Sm 16. 14 a 23; 2 Rs 3.15). Quanto a serem estas escritas ou não pelo profeta, isso dependia do caráter particular de cada alocução.
1Sm 3.20,21 - E todo o Israel, desde Dã até Berseba, conheceu que Samuel estava confirmado por profeta do SENHOR. E continuou o SENHOR a aparecer em Siló; porquanto o SENHOR se manifestava a Samuel em Siló pela palavra do SENHOR.
Eram Chamados de:
a) Homem de Deus 1Sm 9.6
b) Profeta de Deus Ed 5.2
c) Santos Lc 1.70; Ap 18.20; 22.6; 2Pe 1.21; 2Rs 4.9
d) Videntes 1Sm 9.9
A palavra profecia (oráculo):

Em Pv 30.1 segundo algumas versões, representa a palavra hebraica massa, que propriamente significa “oráculo”; e o nome profeta, em Is 30.10, representa a palavra hebraica chozeh, que propriamente significa “vidente”, e refere-se àqueles que vêem visões. Mas sempre, em qualquer outro lugar no A.T., a “profe-cia” é a tradução de nebu’a; e “profeta” a de nabi. Não é certa a significação original da raiz (NB). A raiz (NB) significa ferver em cachão, e nabi,portanto, supõe-se querer dizer aquele que ferve com a inspiração ou com a mensagem divina. Todavia, é mais provável que nabi esteja em conexão com uma raiz assíria ou árabe,que significa proferir, anunciar uma mensagem. Neste caso o nabi é considerado o orador, a quem foi confiada uma missão. Isto está em conformidade como que se lê em Ëx 7.1: “Então
disse o Senhor a Moisés: Vê que te constituí como deus sobre Faraó, e Arão, teu irmão, será teu profeta.” Por isso é provável que o nome “profeta”, como é empregado na Bíblia, signifique aquele que fala como acreditado mensageiro do Altíssimo Deus. Deve-se observar que no termo, de que se trata, não há coisa alguma que implique previsão de acontecimentos.
Pode um profeta predizer, ou não, o futuro segundo a mensagem que Deus lhe der. Deste
modo a palavra grega prophetes, que se acha na versão dos Setenta, e no N.T., significa aquele que “expõe, fala sobre certo assunto”. Os substantivos abstratos nebu’a e propheteie (“profecia”) têm uma significação correspondente.

Profetas Anonimos:
1 Sm2.27 - E veio um homem de Deus a Eli, e disse-lhe: Assim diz o SENHOR: Não me
manifestei, na verdade, à casa de teu pai, estando eles ainda no Egito, na casa de Faraó?
1Rs 13.1 - E eis que, por ordem do SENHOR, veio, de Judá a Betel, um homem de Deus; e
Jeroboão estava junto ao altar, para queimar incenso.
O louvor tambem era uma forma de profetizar 1 Cr 25.13 - E Davi, juntamente com os capitães do exército, separou para o ministério os filhos de Asafe, e de Hemã, e de Jedutum, para profetizarem com harpas, com címbalos, e com saltérios; e este foi o número dos homens aptos para a obra do seu ministério:
Dos filhos de Asafe: Zacur, José, Netanias, e Asarela, filhos de Asafe; a cargo de Asafe, que profetizava debaixo das ordens do rei Davi.
Quanto a Jedutum, os filhos: Gedalias, Zeri, Jesaías, Hasabias, e Matitias, seis, a cargo de seu pai, Jedutum, o qual profetizava com a harpa, louvando e dando graças ao SENHOR.
Falsos profetas, profetizadores de imaginações Ez 13.1,2 - E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
Filho do homem, profetiza contra os profetas de Israel que profetizam, e dize aos que só profetizam de seu coração: Ouvi a palavra do SENHOR; 1Rs22.10 - E o rei de Israel e Jeosafá, rei de Judá, estavam assentados cada um no seu trono, vestidos de trajes reais, na praça, à entrada da porta de Samaria; e todos os profetas profetizavam na sua presença.

Nome dos profetas bíblicos:
a) Arão Ex 7.1
n) Ezequiel Ez 1.3
aa) Micaias Jr 26.18
b) Abraão Gn 20.7
o) Gade 1Sm 22.5
ab) Miquéias Jr 26.18
c) Ágabo At 21.10
p) Habacuque Hc 1.1
ac) Moisés Dt 34.10
d) Ageu Ed 5.1
q) Ido 2Cr 13.22
ad) Natã 2Sm 7.2
e) Aias 1Rs 11.29
r) Isaías 2Rs 19.2
ae) Naum Na 1.1
f) Amós Am 1.1
s) Jeú 1Rs 16.7
af) Obadias Ob 1
g) Ananias Jr 28.17
t) Jeremias Jr 1.5
ag) Odede 2Cr 28.9
h) Balaão Nm 22.5
u) João Batista Lc 7.28
ah) Oséias Os 1.1
i) Daniel Mt 24.15
v) Joel Jl 1.1
ai) Samuel 1Sm 3.20
j) Davi Mt 13.35
w) Jonas 2Rs 14.25
aj) Semaias 2Cr 12.5
k) Eldade Nm 11.26
x) Josué 1Rs 16.34
ak) Sofonias Sf 1.1
l) Elias 1Rs 18.36
y) Malaquias Ml 1.1
al) Zacarias Lc 1.67
m) Eliseu 1Rs 19.16
z) Medade Nm 11.26
am) Zacarias Zc 1.1
Profetas na Igreja - Novo Testamento:
a) Zacarias Lc 1.67
b) Ana Lc 2.36
c)Agabo At 11.28; 21.20
d) Filhas de Filipe At 21.9
e) Paulo 1Tm 4.1
f) Pedro 2Pe 2.1,2
g) João Ap 1.1
Eles devem ser:
a) Ousados e inflexíveis Ez 2.6; 3.8,9
b) Vigilantes e fiéis Ez 3.17-21
c) Atentos às palavras recebidas Ez 3.10
d) Fieis, transmitir apenas o recebido Dt 18.20
e) Obedientes na transmissão da palavra Jr 26.2
f) Escreviam e narravam as mensagens recebidas 2Cr 21.12; Jr 36.2; Lc 4.17; At 13.15

Nenhum comentário: